O Sindicato das Indústrias de Material Plástico do Nordeste Gaúcho (Simplás) dá início hoje, em Farroupilha, à operação do projeto Plástico do Bem, programa que pode gerar renda extra para o ensino público ao ensinar e incentivar a reciclagem. A largada será dada oficialmente às 13h30min, na Escola Ângelo Chiele. Ao todo, 20 escolas participam. 

A estimativa do Simplás é de que uma escola com cerca de 300 alunos pode levantar cerca de R$ 1 mil por mês se os alunos aprenderem direito como coletar, separar e limpar o material plástico para que ele esteja em boas condições para a reciclagem. O material será levado pelos alunos para os colégios, onde será reunido, pesado e adquirido por uma empresa de reciclagem.

Parceiro do projeto do Simplás, o instituto Plastivida, além de conduzir o processo de capacitação de professores e estudantes, também desenvolveu o material didático (foto), que terá duas versões: uma online, para os alunos de maior idade, e outra impressa colorida, de 26 páginas, com história e atividades educativas, para os pequenos.